30 de nov de 2009

Dói....



Se Todos Fossem Iguais A Você
Tom Jobim
Composição: Tom Jobim / Vinicius de Moraes

Vai tua vida
Teu caminho é de paz e amor
A tua vida
É uma linda canção de amor
Abre os teus braços e canta
A última esperança
A esperança divina
De amar em paz

Se todos fossem
Iguais a você
Que maravilha viver
Uma canção pelo ar
Uma mulher a cantar
Uma cidade a cantar, a sorrir, a cantar, a pedir
A beleza de amar
Como o sol, como a flor, como a luz
Amar sem mentir, nem sofrer

Existiria a verdade
Verdade que ninguém vê
Se todos fossem no mundo iguais a você

"Se todos fossem no mundo iguais a você!"


Alguns dizem... "com a morte a dor passa..." outros já dizem que existe dois tipos de dor... a física e a psicológica. Sinto as duas! Sempre disse que quando esse ser maravilhoso partisse parte do melhor de mim iria junto...agora estou sentindo e acho que é verdade!Gostaria que todos no mundo fossem iguais a você!

18 de nov de 2009


Associação Satélite de Prontidão realiza entrega do prêmio “Troféu Zumbi”

Domingo, dia 22 de novembro Dia da Consciência Negra, a partir das 17 horas a Associação Satélite-Prontidão realiza a entrega do “Troféu Zumbi”. Renomeando a saga do herói negro, “Zumbi dos Palmares” o prêmio foi instituído em 1988, com dupla finalidade: homenagear uma pessoa que se destacou por seu trabalho junto à comunidade e divulgar a arte negra, uma vez que a escultura é obra do porto-alegrense Américo de Souza.

O “Troféu Zumbi”, busca a valorização da comunidade negra junto a diversos segmentos da sociedade e estimula a participação em ações que despertem a integração, valorização, solidariedade e compreensão entre os povos. Além de prestar homenagem a pessoas que tenham se destacado por suas obras em prol da comunidade negra.

Nesta edição a homenageada que receberá o “Troféu Zumbi dos Palmares” será a mestre em educação Maria Conceição Lopes Fontoura, integrante do MARIA MULHER - Organização de Mulheres Negras, ONG feminista que desenvolve ações em prol de jovens e mulheres em risco e vulnerabilidade social.


Entrega “Troféu Zumbi”

Data: 22/11 – domingo

Horário: 17 horas

Local: Satélite-Prontidão a Casa da Cultura Negra - Avenida Cel. Aparício Borges, 288
Fone: 3315.1973



Contatos - Nilo Feijó
8137.6282
prontidao@yahoo.com.br

- Isadora Pisoni
9206.8435
isadora.pisoni@hotmail.com

14 de nov de 2009

Inimigos?


Inimigos?
Não tenho, nenhum
E digo mais...
Os poucos que tentaram ser
Acabaram batendo em minha porta
E eu, abri e ofereci uma cadeira para sentar!

10 de nov de 2009

Canto de Ossanha

Uma das fases de Vinicius de Moraes que mais gosto, junto com Baden Powel nascem os afrosambas com instrumentos do Candonblé e da Umbanda misturados com timbres da música braileira. Aí vai a 1º faixa do álbum gravado em 1966.

HaHaHaHa!



Olha deveria me surpreender mas não me surpreendo mais! Esse blog deve ter conteúdos perigosos ou no mínimo que não deixão as pessoas dormir. Vejam vocês que tem gente.. gente? Talvez possa chamar assim, que deixa comentariozinhos mal educados e não tem nem personalidade ou cacife para assinar. Um pressuposto para considerar alguém se chama atitude, bom coragem eu nem falo.

Mais uma!


É essa moça aí em cima chegou aos 76 anos e hoje passou por sua 18º cirurgia... foi barra, na verdade está sendo. Essa coisa que tem linda no nome está há uma semana no hospital, vim pra Caxias devolver um pouco pra ela do que ela fez e faz por mim.

Quando eu era ainda neném ela saia as 6 da manhã de casa com chuva ou sol para me levar até a senhora que me cuidava (já falei dela por aqui a Tia Nena). Passei dezoito quase dezenove anos da minha vida dividindo quarto, almoços, jantas e cafés da manhã com a dona Alzelinda minha vovozinha.

Ela passou por mais uma, está um pouco debilitada amanhã sai da Unidade de Tratamento Intensivo e espero que em breve volte pra casa pois todos estão preocupados, com muita saudade e com muito carinho para dar a ela. Até a Bamboléia(a gatinha da minha vó) está tristinha esperando o retorno!

Te amo demais Dona Alzelinda!

9 de nov de 2009

Adoro os bastidores...


Sutilmente
Composição: Samuel Rosa / Nando Reis

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
Quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
Quando eu estiver fogo
Suavemente se encaixe

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
E quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
E quando eu estiver bobo
Sutilmente disfarce

Mas quando eu estiver morto
Suplico que não me mate, não
Dentro de ti, dentro de ti

Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti (x2)

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
E quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
E quando eu estiver bobo
Sutilmente disfarce

Mas quando eu estiver morto
Suplico que não me mate, não
Dentro de ti, dentro de ti

Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti

8 de nov de 2009

Eu ainda ei de ser uma estrela... E lá do céu não sofrer


Estrela, Estrela
Composição: Vitor Ramil

Estrela, estrela
Como ser assim
Tão só, tão só
E nunca sofrer
Brilhar, brilhar
quase sem querer
Deixar, deixar,
Ser o que se é

No corpo nu
Da constelação
Estás, estás
Sobre um mas das mãos
E vais e vens
Como um lampião
Ao vento frio
De um lugar qualquer

É bom saber
Que és parte de mim
Assim como és
parte das manhãs
Melhor, melhor
É poder gozar
Da paz, da paz
Que trazes aqui

Eu canto, eu canto
Por poder te ver
No céu, no céu
Como um balão
Eu canto e sei
Que também me vez
Aqui, aqui
Com essa canção

3 de nov de 2009

Até que enfim...

Demorou... A minha mamis estava me devendo essas fotinhos, são de um final de semana em Caxias que o melhor de tudo foi matar a saudade da vovó, ser paraicada um pouquinho pela mãe e ainda ter a melhor companhia possivel ao lado... Meus três amores!



"Cria vergonha nessa cara rapá..."



Fico impressionada com a loucura do ser humano, aliás loucura não! E sim a falta de atitude, hipocrisia e uma série de outros "ias". Olha existem lugares que não admitem de forma alguma usar crianças para se proteger de seus recalques. Digo mais como dizia uma grande amigo rapper..."Toma vergonha nessa cara rapá"... trata de admitir teus fracassos, tuas perdas e vira gente ao invés de brincar de fazer roupinha de boneca.